Dicas: Como o Pilates ajuda na Reabilitação das Doenças Reumáticas

Posted on

Quando a mão está em causa, a pessoa experimenta dificuldade para mover os dedos corretamente, devido à rigidez e inchaço nas articulações.

Sistema Nervoso: Fraqueza muscular e alterações da sensibilidade (sensações de “formigueiro” ou “entorpecimento”). Por fim, o tratamento medicamentoso deve ser mais cuidadoso porque ocorrem outras doenças e mesmo alterações normais da idade, como diminuição da reserva funcional de certos sistemas. Os exames também podem ajudar na escolha posterior do antidepressivo, já que tricíclicos são mais difíceis de serem usados na presença de alterações de condução cardíaca. O tempo necessário para a obtenção do efeito desejado pode ser mais longo nesta faixa etária (de 6 a 12 semanas) devido às alterações farmacocinéticas e farmacodinâmicas. Embora várias articulações possam ser acometidas, os sinais inflamatórios são mais freqüentes na segunda e terceira articulações metacarpofalangeanas, as interfalangeanas proximais (mãos), metatarsofalangeanas (pés), punhos, joelhos, cotovelos e ombros. Articulações dos dedos das mãos podem estar aumentadas de tamanho devido ao edema local, assumindo a forma característica de fuso, sendo dolorosas à palpação e ao movimento (Figura 1). Entorses, contusões, pequenas fraturas, reeducação articular na artrite reumatóide e nas artroses, nódulos de Heberden e outras afecções dos dedos das mãos. LUPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO É uma doença que causa inflamação devido a alterações imunológicas. A fraqueza muscular é comum devido à miopatia ocasionada pela doença (inflamação muscular.

Como o Pilates ajuda na Reabilitação das Doenças Reumáticas

  • Doença de Crohn, causas, sintomas e tratamento
  • Colite, causas, sintomas e tratamento
  • Hematêmese, causas, sintomas e tratamento
  • Hidrocefalia, causas, sintomas e tratamento
  • Hiperqueratose, causas, sintomas e tratamento

Embora ambas acometam as mãos, na artrite reumatoide as articulações envolvidas são as proximais, ou seja, as mais próximas do punho e o próprio punho.

Várias doenças reumáticas, entre elas a artrite reumatoide, osteoartrite, febre reumática e gota, podem acometer os joelhos. Fraqueza muscular de longa data pode provocar deformidades dos pés, como arqueamento ou dedos em martelo. Considerada uma das principais doenças reumáticas, a artrite reumatoide pode acometer mais do que as articulações do paciente. Artrite simétrica, ou seja, as mesmas partes afetadas nas duas mãos, é necessária a presença de nódulos reumatóide, fator reumatóide positivo no sangue e alterações radiográficas. Solicitam-se raio X de coluna cervical, torácica e lombar e articulações sacroilíacas, velocidade de sedimentação globular (VSG), teste de proteína C-reativa, fator reumatoide e tipagem HLA-B27. O diagnóstico da AR muitas vezes  é um diagnóstico de exclusão, o médico precisa pedir vários exames, pois outras  doenças podem apresentar dor articular e edema. Embora não seja possível prevenir a artrite, uma pessoa pode monitorar suas articulações para detectar sinais da doença à medida que envelhecem. As áreas mais afetadas pela doença são os joelhos, seguidos de tornozelos e articulações do punho e da mão. São sinais e sintomas comuns às doenças reumáticas: edema e dor articular, determinando incapacidade funcional.

DOENÇAS REUMÁTICAS == FOTOS DE VARIAS DOENÇAS REUMÁTICAS

  • Alterações hormonais;
  • Anatomia (por ter um quadril mais largo);
  • Ativação muscular (as mulheres têm mais dificuldade em ativar a parte posterior da perna);
  • Utilização de tacões altos;

Outros sintomas: As mãos são quase sempre afetadas, apesar de qualquer articulação pode ser afetada pela artrite reumatóide: joelhos, quadris, pulsos, pescoço, ombros, cotovelos e mandíbula.

Embora mais comumente as pequenas articulações das mãos, pés e coluna cervical são afetados, mesmo as grandes articulações dos ombros ou joelhos podem estar envolvidos. Estudos sobre a artrose no esporte indicaram que: Obesidade, sedentarismo e fraqueza muscular aumentam as chances de uma pessoa desenvolver a artrose. De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBA), os sintomas mais comuns da artrite são dor, edema, calor e vermelhidão em qualquer articulação do corpo, sobretudo mãos e punhos. Na verdade, a palavra reumatismo serve para designar inúmeras enfermidades, mais de duzentas. Artrite reumatoide de longa evolução, lúpus eritematoso sistêmico, a esclerodermia (doença sistêmica autoimune que acomete principalmente a pele) são outros tipos de reumatismo que também podem atacar o coração. Algumas deformidades existentes nos dedos das mãos são características da artrite reumatoide e têm designações próprias como dedo em pescoço de cisne ou dedo em botoeira. No exame físico, também pode ser observada a presença de outros sinais fora das articulações, como os nódulos reumatoides, ou, mais raramente, alterações nos olhos, indicando a presença de uveíte. Geralmente, os pacientes chegam ao consultório do médico queixando-se de dor nos dedos das mãos, punhos, cotovelos, ombros e joelhos. Ela também ajuda no alívio da dor e do edema na articulação, e pode ser utilizada em casos de artrite reumatoide, osteoartrite, bursite, neurite e espasmos musculares.

A artrite reumatóide é uma doença reumática sistémica e a forma mais comum de artrite.

  • dores nas articulações e no punho;
  • deformidades do pulso e nos dedos;
  • rupturas do tendão, que afetam a habilidade dos dedos em se alinhar;
  • fadiga sem explicação
  • dores no corpo.

A artrite reumatóide pode ocorrer em qualquer idade, mas geralmente começa durante os anos mais produtivos da pessoa.

A inflamação articular causa alterações características: edema, dor das articulações e, por vezes, rubor e calor. Outras vezes, os doentes começam por apresentar inflamação articular de grandes articulações (joelho, cotovelo) e só mais tarde desenvolvem artrite das mãos. Se não tratado, o quadro costuma piorar com o tempo, podendo levar a alterações motoras, como fraqueza para movimentar os dedos. Se houver causas identificáveis como artrite reumatoide ou hipotireoidismo, o tratamento dessas doenças ajuda a melhorar a compressão no túnel. Em geral, afeta diversas articulações simétricas, com maior frequência nas mãos e dos pulsos, mas também dos cotovelos, pescoço, ombros, quadris, joelhos e pés. alterações no crescimento, rigidez articular, fraqueza muscular, A artrite reumatoide, que também é uma doença autoimune sistêmica, pode acometer a coluna cervical no segmento C1-C2, em 34 a 42% dos casos, determinando subluxação atlantoaxial. Na maioria das vezes a artrite dos dedos não é uma doença independente, mas uma síndrome clínica aparece secundário para reumática, doenças metabólicas e infecciosas. artrite pós-traumática pode ser devido a uma variedade de esportes e ferimentos domésticos (contusões, entorses dedo, fraturas intra-articulares dos dedos, ligamentos e tendões, etc.

Artrite Reumatóide, Espondilite Anquilosante, Artrite Psoriática, Artrite Idiopática Juvenil Poliarticular e Psoríase em Placas

artrite fluxo previsão dos dedos é ambígua; determinado pelas características da doença primária e a gravidade das alterações locais das articulações.

• Caracterizada por alterações como: inflamação, deformidades, alterações no crescimento, rigidez articular, fraqueza muscular, diminuição da atividade funcional. Edema é comum com artrite reumatoide, como resultado de sinovite inflamatória ativa. Às vezes, em grave flare da artrite reumatoide, edema pode desenvolver nas mãos a um processo inflamatório secundário mais generalizado. Na fase inicial da doença, o paciente pode apresentar sintomas constitucionais e/ou manifestações sistêmicas inespecíficas (febre, emagrecimento, indisposição, cefaleia, dor torácica atípica, dor abdominal, eritema nodoso etc.). No homem a doença apresenta os seguintes sinais: dor de cabeça, febre, vermelhidão cutânea, edema de gânglios linfáticos, fadiga, artrite, paralisia facial, sinais psiquiátricos e cardíacos. Estudos recentes, a fim de investigar o risco aumentado de doenças cardiovasculares em pacientes com artrite reumatoide, como apresentado acima, buscaram identificar síndrome metabólica nesses indivíduos como uma possível justificativa. A palavra reumatismo engloba mais de duzentas doenças, sendo que as mais conhecidas são artrite rematoide, artrose (ou osteoartrose), fibromialgia, gota (ácido úrido) e lúpus. Os dedos frequentemente acometidos são os polegares, dedos médios e anulares, podendo ser em mais de um dedo e em ambas as mãos. Apesar de ser mais comum a pessoa descobrir a doença reumática primeiro, é possível que o comprometimento ocular possa indicar a presença de doenças reumáticas.

Quais são os principais sinais e sintomas das doenças reumáticas?

Mas para chegar a este diagnóstico é preciso realizar uma série de exames como raio-x das articulações, ressonância magnética e um teste genético para identificar o fator reumatoide, por exemplo.

Conhecer os sinais e sintomas da artrite reumatóide juvenil é importante para obter tratamento médico antes da doença progredir. Os sintomas mais comuns desta doença incluem: Complicações da artrite reumatóide juvenil A artrite reumatóide juvenil não tratada pode levar a complicações posteriores. Ela costuma afetar mãos, punhos, cotovelos, joelhos, tornozelos, pés, ombros, coluna cervical, pescoço, quadris e as articulações temporomandibulares, sem tratamento pode atingir pulmões, coração e rins. Uma complicação que oferece riscos à vida pode ocorrer quando a coluna cervical (pescoço) se torna instável como o resultado de uma artrite reumatoide. Na maioria dos casos, para confirmar o diagnóstico de edema pulmonar, o médico apenas observa os sintomas e avalia o histórico de doenças da pessoa. Porém, em alguns casos pode ser necessário fazer exames como auscultação pulmonar ou raio X do tórax para confirmar o diagnóstico. Exercícios físicos A artrite reumatóide e a osteoartrite são doenças reumáticas crônicas inflamatórias com uma prevalência maior em pessoas com mais de 40 anos. Órtese para Extensão Dinâmica dos Dedos Indicada para lesões tendíneas, fraturas e outras alterações ortopédicas conseqüentes de traumas nas mãos. Uma pessoa com anemia por carência de ferro pode ter níveis de ferritina normais ou elevados caso também apresente um estado inflamatório associado, como uma doença auto-imune ativa, por exemplo.

– Não durma com o travesseiro embaixo dos joelhos, pois com uma deformidade em flexu de joelhos, deixando a perna aparentemente mais curta.

O pé, por possuir muitas articulações, pode se apresentar com dor difusa durante o processo da doença ativa (sinovite intensa com edema, porém com pouca deformidade).

A fraqueza do abdutor do quinto dedo pode estar presente em casos crônicos, com diminuição da força de abdução desse dedo, determinada pela degeneração muscular. Podem sobrevir modificações hipertróficas secundárias (GOLDING, 1999) c) Cápsula articular Espessamento devido a edema e (nos estágios tardios) fibrose (GOLDING, 1999) d) Osso justa articular Ocorre osteoporose precoce. A artrite reumatoide é uma doença reumática inflamatória e cronica, que afeta principalmente as pequenas articulações de mãos e pés. As articulações dos dedos, dos joelhos, dos ombros, das costas e do pescoço podem estalar e fazer o tal “tlaque”. A inflamação pode aparecer em várias articulações, como nos dedos das mãos, punhos, cotovelos, ombros, quadris, joelhos, tornozelos e dedos dos pés. As causas para diminuição de sobrevida são: infecções, complicações sistêmicas da doença (vasculites, pulmão reumatóide, subluxação da coluna cervical e amiloidose) e complicações secundárias ao tratamento. Embora a podagra seja mais comum em pacientes com gota, também é encontrada em outras doenças, como sarcoidose, artrite psoriática, doença de deposição de pirofosfato de cálcio (pseudo-gota) ou trauma. MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS Fraqueza muscular simétrica do pescoço e membros superiores é a característica clínica dominante nestas miopatias. A doença pulmonar pode resultar da fraqueza dos músculos da respiração, fibrose do pulmão ou aspiração por refluxo de conteúdos do estômago.

Artrite reumatóide atinge normalmente mãos e pés mas também pode causar doenças nas colunas vertebral, lombar e cervical

A ressonância magnética pode mostrar os sítios de inflamação muscular mais ativa e orientar sítios de biópsia, além de ser bom método para se acompanhar os resultados do tratamento.

Radiografia: é um exame realizado através de raio x, que ajuda a identificar alterações no pulmão, na coluna e ossos; O sintoma mais comum é formigamento nos dedos polegar, indicador e médio devido à compressão do nervo mediano ao nível do punho. A pesquisa de lesões de psoríase, vasculites, alopécia, úlceras orais e genitais, alterações ungueais, fraqueza muscular, sopros e palpação dos pulsos arteriais são fundamentais. nos estágios finais devido à contratura muscular fixo, as mudanças nos tecidos periarticulares e óssea crônica e alterações articulares, irá tornar-se deformações permanentes. A Artrite Reumatoide afeta geralmente as articulações das mãos, punhos, cotovelos, quadris, joelhos, tornozelos e dedos dos pés. A Artrite quando está ativa é reconhecida pela dor, inchaço nas articulações, rigidez, dormência ao acordar e alterações nos exames de sangue como por exemplo, a hemossedimentação. Há dor na região, devido a rigidez e dificuldade para mover as articulações das mãos, punhos, cotovelos, joelhos, tornozelos e dedos dos pés, entre outras. Apresenta um atingimento preferencial pelas articulações das mãos e pés, mas pode atingir punhos, cotovelos, ombros, tornozelos, joelhos, ancas e coluna cervical. Tais sintomas podem ser confundidos com os de outras doenças, devido a isso é importante que o paciente procure um reumatologista para conduzir ao diagnóstico e tratamento corretos.

Os hormônios tireoidianos também regulam o metabolismo, e a taxa metabólica basal também pode diminuir na maioria dos pacientes com hipotireoidismo, devido à baixa nos hormônios.

Os sintomas da Artrite Reumatóide (AR) são rigidez matinal; dor nos movimentos das articulações; nódulos subcutâneos, alterações típicas observadas em raio x, e teste positivo para fator reumatóide (5). No entanto, ela geralmente ataca os joelhos, quadris, costas, pescoço e dedos. Os sinais e sintomas do lúpus mais comuns são: Os tratamentos para dores reumáticas incluem medicamentos para melhorar os sintomas e as doenças. Assim, a AR afeta frequentemente os punhos e os dedos das mãos podendo levar a deformidades, mas pode também atingir pés, ombros, joelhos, cotovelos, ancas e coluna cervical, entre outros. O exame de X de mãos em pacientes com LES pode apresentar osteopenia peri-articular, como ocorre na Artrite reumatóide, mas não cursa com alterações erosivas. Saiba mais sobre algumas destas doenças: Artrite reumatoide: ocorre quando há uma alteração do sistema imunológico, que ataca as articulações, dos dois lados do corpo, principalmente mãos, punho e pés. As articulações mais frequentemente acometidas são joelhos, quadris, mãos (primeira carpometacarpal, interfalângicas proximais e distais), coluna cervical e lombar, subtalar e primeira metatarsofalângica. A osteoartrose de quadril e mãos também parece ser mais frequente em pessoas com sobrepeso, embora essa associação seja menos clara do que com a doença de joelhos. A fraqueza muscular pode contribuir para a progressão da OA pelo decréscimo dos mecanismos protetores neuromusculares e instabilidade articular funcional.

Os fatores correlacionados à incapacidade nos pacientes com osteoartrose incluem dor, fatores psicossociais, fraqueza muscular, mau condicionamento aeróbico e alterações radiográficas graves.

Habitualmente nas fases iniciais da doença apenas uma articulação é afetada, sendo a localização mais típica nos membros inferiores, particularmente no 1º dedo do pé (podagra), tornozelos e joelhos. Nas mãos, são as articulações dos dedos e, no punho, na base do polegar as articulações mais comuns. Nos dedos das mãos essa inflamação toma a forma de nódulos e nos joelhos pode-se acumular líquido, o que coincide com um agravamento das queixas. Durante a evolução da doença a articulação aumenta as suas dimensões, o que é vulgar notar-se nos joelhos ou nos dedos das mãos. 6.Joelhos Os joelhos são frequentemente acometidos e sinais de edema e derrame são facilmente detectáveis. Doença intersticial crônica ou nódulos pulmonares, muitas vezes assintomáticos, são mais frequentemente observados, sendo muitas vezes de difícil diagnóstico diferencial com as alterações pulmonares decorrentes da própria artrite reumatoide. Se, acompanhando qualquer um destes sintomas, surgirem alterações nas análises ou outros exames complementares que possam sugerir uma doença reumática, o doente deverá igualmente ser avaliado em consulta de Reumatologia. Embora FAN esteja presente em mais de 95% dos pacientes com a doença ativa, o teste apresenta baixa especificidade. A artrite reumatoide é uma doença inflamatória crônica e autoimune, que atinge o tecido conjuntivo de múltiplas articulações do corpo como coluna vertebral, ombros, quadril, joelhos, tornozelos, punhos e dedos. Junto com a artrite, outros sintomas podem ser: Estes sintomas também podem ser sinais de outras doenças, por isso é importante consultar um médico. Ao raio-X, a Artrite Reumatóide pode se manifestar desde um simples edema de tecidos moles ou aumento do volume articular, até a erosão óssea e destruição cartilaginosa. As principais deformidades são “dedo em pescoço de cisne”, “dedo em botouniere” (ou “casa de botão”), “polegar em Z”, desvio cubital dos dedos e “punho em dorso de camelo”. O sinal clínico mais comum é o espessamento da pele, que começa tipicamente como um edema, normalmente nos dedos e nas mãos. Na fase edematosa o paciente apresenta edema, principalmente nas mãos, dedos e braços. Geralmente os pacientes apresentam fraqueza muscular leve, mas em alguns casos ela pode ser grave e debilitante, semelhante à polimiosite. O quadril e os joelhos são as articulações mais afetadas pela artrose na pós-menopausa, mas também as mãos e os dedos são afetados muitas vezes. Artrite em crianças manifesta alterações locais (vermelhidão, inchaço, dor, dificuldade de locomoção na articulação afetada) e sintomas gerais (febre, recusa de jogos para celular, fraqueza, criança caprichosa).