Causas da dor de joelhos nas crianças

Posted on

Artrite reumatóide juvenil / Artrite idiopática juvenil Patologia que se caracteriza por inchaço articular, aparentemente sem evento traumático que justifique, de evolução prolongada, sem melhora por mais de 6 semanas.

Algumas crianças que apresentam dor depois de exercícios físicos têm aumento da frouxidão dos ligamentos, o que acarreta uma condição chamada hipermobilidade articular (articulações mais flexíveis). A criança pode ainda apresentar sangue na urina, dores abdominais e pressão alta. A pele pode ficar vermelha e quente e, quando o tumor cresce, é possível ver também um inchaço no local, podem ser confundidos principalmente com infecções ou dores de crescimento. A dor e o inchaço, geralmente, aparecem tanto no lado direito quanto esquerdo do corpo e, para algumas pessoas, a dor pode ser muito forte e persistente. Às vezes, as crianças podem sofrer do que é chamado de artrite reativa aguda, que é ruim o suficiente, mas diminui gradualmente ao longo de algumas semanas ou meses. febre reumática ocorre em crianças, quando infectado com a bactéria estreptococos e os sintomas aparecem depois de cerca de 1-5 semanas de infecção. Se isso acontecer, então a criança vai ter sintomas como falta de ar, cansaço, dor no peito, inchaço e febre. A inflamação das articulações, incluindo inchaço, sensibilidade e vermelhidão de múltiplas articulações são os sintomas da febre reumática e é encontrada principalmente em crianças de cinco a quinze anos. O seu filho provavelmente está a ter dores de crescimento, o que acontece a aproximadamente 25% a 40% das crianças.

Fatores associados à adesão ao tratamento de crianças e adolescentes com doenças reumáticas crônicas / Factors associated with adherence to treatment in children and adolescents with chronic rheumatic diseases

  • Febre baixa
  • Congestão nasal
  • Corrimento nasal claro como água
  • Garganta irritada e com dor
  • Espirros
  • Dores no corpo
  • Dor de cabeça
  • Inchaço dos gânglios.

A maioria das crianças denuncia dores na frente das suas coxas ou atrás dos joelhos.

A intensidade da dor varia de criança para criança, e a maioria das crianças não têm as dores todos os dias. Um sintoma que os médicos acham mais útil para poder fazer um diagnóstico de dores crescentes é como uma criança responde ao toque enquanto sofre. A criança geralmente apresenta queixas de dor intermitente na musculatura dos membros inferiores e não há sinais de inflamação, inchaço, repercussão em outros órgãos nem alterações laboratoriais ou radiológicas. Embora seja um quadro desagradável, que muitas vezes atrapalha o sono da criança, as dores do crescimento são inofensivas e costumam desaparecer espontaneamente após um ou dois anos. Efetivamente, as dores do crescimento não costumam aparecer durante os exercícios, mas são mais comuns depois que a criança tem um dia particularmente cheio de atividades físicas. A dor de crescimento pode afetar às pernas da criança. Outros sintomas: As mãos são quase sempre afetadas, apesar de qualquer articulação pode ser afetada pela artrite reumatóide: joelhos, quadris, pulsos, pescoço, ombros, cotovelos e mandíbula. Dor forte no segmento envolvido, febre alta, rigidez ou limitação na mobilidade da articulação mais próxima ao osso envolvido, podendo inclusive impedir a criança de caminhar. Não há febre nem perda de apetite, o estado geral da criança permanece normal e as atividades também.

Doença reumática também é coisa de criança

  • Dor abdominal no lado inferior direito;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Perda de apetite.

A avaliação de crianças com dor nos membros, uma claudicação recente, dor articular com ou sem inchaço requer histórico abrangente e exame físico.

Para além das dores causadas pelo aumento do peso, também as alterações dos níveis de hormônios podem provocar dores nas costas, quadris, joelhos e tornozelos. É a forma mais debilitante da artrite, é uma doença auto-imune que pode afetar quase qualquer articulação do corpo, incluindo os joelhos. Algumas anormalidades estruturais como uma perna mais curta que a outra, mau alinhamento dos joelhos (varo ou valgo) e pé cavo podem aumentar a incidência de problemas no joelho. Como proteger seu filho Desde os primeiros anos de vida, a criança tem de aprender a cuidar da postura. Enquanto que nos homens e nas pessoas com mais idade é mais comum surgirem: dor e inchaço nas articulações e a febre pode se prolongar por mais tempo. O bebê quando é contaminado pode apresentar sintomas como febre, não querer mamar, ter inchaço nas extremidades das mãos e dos pés, além de manchinhas na pele. Em crianças com menos de 2 anos, o médico pode decidir que a criança seja internada para receber o tratamento no hospital. A leucemia é a doença neoplásica mais frequente em crianças e a que mais produz dor articular. FEBRE REUMÁTICA A febre reumática é uma doença que afeta mais comumente crianças em idade escolar, principalmente entre 6 e 8 anos de idade.

Levar a criança ao médico pelas dores de crescimento

  • Crianças entre seis e oito meses;
  • Pessoas com idade acima de 60 anos;
  • Gestantes;
  • Mulheres amamentando crianças menores de seis meses.

A criança também tem febre e suores, perde o apetite, sente-se doente e pode ter uma aparência pálida.

Mas, nos casos graves de febre reumática, há sintomas mais evidentes, como falta de ar, especialmente durante esforços físicos ou quando a criança está deitada. Um bebê ou uma criança com pouca idade não moverá a perna ou o braço afetado e provavelmente gritará se esse membro for tocado ou movimentado. Se um osso da perna estiver infectado, a criança relutará muito para andar e, se for obrigada a fazê-lo, mancará de forma evidente. Pés chatos, pernas tortas e joelhos valgos são variações que podem ocorrer em praticamente todas as crianças e, de modo geral, não constituem motivo de preocupação. Até os 2 anos de idade, a criança geralmente tem pernas tortas — isto é, quando os tornozelos se tocam, mas não os joelhos. À medida que a criança aprende a caminhar, isso é gradualmente alterado até que, aos 3 ou 4 anos, ela em geral tem joelhos valgos. Quando a criança fica de pé com os joelhos juntos, os tornozelos não se tocam. Na maioria das crianças com pés chatos, pernas tortas ou joelhos valgos, não há necessidade de tratamento. O médico poderá recomendar que seja dado acetaminofeno à criança para reduzir a febre ou prescrever antiinflamatórios não-esteróides para reduzir o inchaço.

Causas da dor de joelhos nas crianças

CÂNCER EM CRIANÇAS Visitas regulares ao pediatra e atenção aos sinais indicativos de câncer na criança asseguram melhores chances de um diagnóstico precoce.

É normal o jovem se queixar de dores nas pernas, nos joelhos, nas coxas, na panturrilha e na região anterior das pernas devido ao crescimento rápido dos ossos. Há articulações em que é mais comum surgir a artrose: os joelhos, as mãos, as ancas, a coluna vertebral e os pés. É muito frequente o inchaço dos joelhos, associado por vezes a inchaço de um dedo da mão ou do pé, tornozelo, punhos ou cotovelos. Em alguns casos, a meningite é um quadro mais arrastado, com a criança apresentando febre sem causa aparente durante alguns dias antes dos sintomas mais específicos surgirem. Nas crianças muito pequenas, rigidez de nuca e febre podem não ocorrer, apesar da hipotermia ser comum. Nas crianças, porém, a rigidez de nuca é mais frequente e a febre costuma ser bem elevada. As dores de cabeça são uma queixa mais frequente em adolescentes ou crianças mais velhas, embora as crianças pequenas também as possam ter. Peça à criança para explicar os sintomas associados que poderá sentir, como por exemplo: As dores de cabeça podem ser primárias ou secundárias. Em casos raros, a dor de cabeça poderá ser um sinal de que a criança tem uma doença mais grave.

Dores nos joelhos das crianças: o que pode ser?

Nas crianças mais novas, podem surgir dores abdominais, náuseas e vômitos.

Vale prestar atenção para saber se a criança tem algum dos problemas: febre ou artrite, dificuldade de movimentar algum membro e lesões na pele. TO Uma das situações mais comuns na ortopedia pediátrica é a dor na perna das crianças entre 03 e 08 anos de idade. A dor na perna ocorre com maior frequência na região do quadril, mas também pode estender-se para as coxas e joelho. A criança também pode apresentar dificuldade em dobrar e perna e realizar alguns movimentos, como levantar e abaixar, rotação e apoio no chão. Neste caso, além de febre e piora do quadro, a criança não responde ao tratamento comumente utilizado com sucesso para a sinovite transitória, que é a utilização de anti-inflamatórios. Em geral não envolvem as articulações (algumas crianças queixam-se atrás ou à frente dos joelhos e, outras nas virilhas). A artrite reumatoide, por exemplo, acomete pessoas de qualquer idade, atletas podem ter artrose e a febre reumática se manifesta especialmente em crianças depois de uma infecção de garganta. ARTRITE NA INFÂNCIA Drauzio – Quais são os tipos de artrites mais frequentes na infância e quando os pais devem desconfiar de que a criança apresenta esse problema? Ela provoca inflamação nas articulações das mãos, joelhos e pés e pode progredir para deformidades em qualquer faixa etária.

Dá para curar uma virose mais rápido?

Várias doenças reumáticas, entre elas a artrite reumatoide, osteoartrite, febre reumática e gota, podem acometer os joelhos.